h1

A televisão em dia de jogo

Junho 28, 2010

No dia 25 de Junho Portugal encerrou a sua participação na fase de grupos do Mundial da África do Sul. Ora, nesta primeira etapa a Selecção Portuguesa participou em três desafios: a 15 de Junho contra a Costa do Marfim, a 21 de Junho contra a Coreia do Norte e a 25 de Junho contra o Brasil. Naturalmente, em cada um desses dias as estações televisivas portuguesas, em particular a RTP1, detentora dos direitos de transmissão dos jogos dos Navegadores, prepararam alinhamentos diferentes dos habituais precisamente para embalar o telespectador no pré e no pós jogo. Eis aqui um retrato televisivo de cada um desses dias.

Portugal X Costa do Marfim

No dia 15 de Junho analisámos 26 emissões informativas, registando que, no dia da estreia de Portugal no Mundial, o número de emissões que recorreram a convidados em estúdio foi superior às que não tiveram ninguém para falar do jogo. Em 53,8% dos casos, houve pelo menos um convidado chamado a comentar a partida, quer antes (em jeito de antevisão), quer após o apito do final do árbitro (para fazer o rescaldo do empate entre as duas equipas).

Nessa terça-feira, estiveram nos plateaux dos diferentes canais televisivos 24 convidados para discutir a partida. Os jornalistas foram, de longe, os mais requisitados para fazer o seu comentário, somando 15 presenças. A segunda categoria mais solicitada foi a dos ex-futebolistas, que reuniram apenas 4 presenças. Preferencialmente oriundos da zona da Grande Lisboa, os convidados dos programas informativos no dia da estreia da equipa portuguesa no Campeonato do Mundo foram, na esmagadora maioria, homens com uma ligação directa ao desporto rei.

Em linha com as conclusões semanais, o telespectador continua ausente da antena televisiva. Em apenas cinco programas informativos emitidos ao longo do dia houve lugar para a participação directa do telespectador na emissão. As televisões continuam sem apostar na integração de conteúdos de outras plataformas: das 26 emissões, apenas duas fizeram isso.

Portugal X Coreia do Norte

Sendo certamente um dia memorável na história do futebol português, o jogo Portugal-Coreia não provocou mudanças na mediatização que se vem fazendo deste Mundial. Nas 25 emissões analisadas nesse dia, o telespectador apenas foi convocado para participar em 8 delas. Apesar de ser um número um pouco superior à média semanal, não deixa de ser um valor baixo tendo em conta tratar-se de um dia de jogo da Selecção Portuguesa e do resultado ter sido uma retumbante vitória que, por certo, provocou alguma euforia entre os adeptos.

Em relação aos convidados, a tendência mantém-se, ainda que, no dia do jogo contra a Coreia, o número de emissões sem convidados ter sido superior às emissões com convidados. Contudo, a diferença é mínima (apenas 1) e em 25 emissões 13 foram conduzidas sem comentadores em estúdio enquanto que 12 contaram com o input de personalidades chamadas para o efeito. No dia da goleada à equipa coreana, foram chamados a estúdio 24 convidados, todos do sexo masculino, a quase totalidade oriunda da Grande Lisboa (20) e a maior parte (75%) com ligação directa ao futebol. Na sua grande maioria (58%), os convidados foram jornalistas especializados em desporto.

Ao nível da integração de outras plataformas, o único registo dessa inclusão nas 25 emissões é o À Noite o Mundial da RTPN.

Portugal X Brasil

Apesar de inicialmente ser considerado o desafio de maior cartel para a primeira fase da prova, o jogo entre Portugal e Brasil foi aquele que teve menos emissões de antevisão e rescaldo (23).

Na linha daquilo que já tinha acontecido no dia do jogo com a Costa do Marfim, também neste 25 de Julho o número de emissões com a presença de convidados foi superior ao número de emissões desenvolvidas apenas com o pivot em estúdio. Das 23 emissões televisivas do dia do confronto entre as equipas de Carlos Queiroz e de Dunga, apenas 9 não contaram com a presença de qualquer convidado.

Foram 27 as pessoas que passaram pelos canais televisivos para falar do Portugal X Brasil que fechou o Grupo G do Mundial 2010. Desse lote, destacam-se os jornalistas que, em linha com o verificado em anteriores dias de jogo, foram a classe mais requisitada para falar sobre esse e outros jogos da competição (18). Tal como no jogo anterior, todos os convidados eram homens e a grande maioria (20) com uma ligação profissional ao tema em debate.

Tal como nas restantes análises, também neste dia o telespectador ficou afastado da emissão. Em apenas 4 das 23 emissões estudadas foram abertos canais de participação para o telespectador. Neste dia, voltou a haver apenas um registo de integração de novas plataformas e, mais uma vez, a responsabilidade por essa ocorrência pertence ao À Noite o Mundial.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: